Chapecó | 09.12.2016 | 21h07 Geral

Com evolução no quadro, Ruschel e Henzel serão levados a Chapecó

Lateral-esquerdo e jornalista voltarão para o Brasil nos próximos dias;
Neto permanece na UTI, mas já se comunica com os médicos em Medellín.

A comissão médica da Chapecoense continua o trabalho com os sobreviventes da tragédia com o voo que levava a delegação do clube até Medellín. As notícias são animadoras para Alan Ruschel e Rafael Henzel. Com melhora no quadro, o lateral-esquerdo e o jornalista serão levados a Chapecó nos próximos dias para dar prosseguimento aos tratamentos.

Neto permanece internado, mas também já se comunica. De acordo com Edson Stakonski, médico do clube, o zagueiro segue na unidade intensiva e ficará em obervação nas próximas 48 horas. Jackson Follmann está sendo observado de perto após amputação e deve ser levado Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, quando tiver condição de ser transportado.

ALAN RUSCHEL
Os médicos disseram que Alan Ruschel já "está dando trabalho", mas de forma positiva. Afirmaram que o jogador já está deitando de bruço e de lado, conversa sobre tudo e está animado. A ideia é que ele seja transferido logo para Chapecó, assim como Rafael Henzel. Mas os médicos esperam que a transferência seja feita de forma unitária, para ter mais segurança.

RAFAEL HENZEL
Segundo os médicos, o jornalista Rafael Henzel está muito bem, já "falando muito". Ele tem algumas lesões no pé, mas que podem ser curadas em procedimentos feitos em Chapecó. A situação de momento é que ele está bem, e que o próximo passo é estudar a logística, com segurança máxima, para o retorno do jornalista ao Brasil.

JACKSON FOLLMANN
O Follmann ainda inspira cuidados. Os médicos observação o ponto de amputação, que, segundo eles, não tem aspecto de ter nenhum foco infeccioso. No tornozelo, estão sendo medicados antibióticos para prevenir a infecção. Ainda sem previsão de retorno, que será para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. A questão da medula também está sendo observada e monitorada com muitos cuidados, pois ele ainda tem uma fratura na segunda vértebra cervical, região que controla 50% da rotação do pescoço e que deverá passar por cirurgia.

NETO
Neto permanece internado, mas já consegue a comunicação com os médicos em diálogos curtos. O zagueiro tem uma fratura na vértebra lombar, o que ainda faz com que as dores sejam constantes. De acordo com a comissão, o quadro está controlado, ainda com necessidade de monitoramento. As próximas 48 horas "são imprescindíveis" para uma avaliação mais detalhada.

Fonte: G1