Chapecó | 08.02.2018 | 07h59 Esportes

Chapecoense perde por 1 a 0 em Montevidéu e dá adeus à Libertadores

Mesmo com o apoio da fanática torcida a equipe do Nacional começou a partida acuado pela pressão da Chapecoense que quase abriu o placar antes dos 5 minutos de jogo. Após cruzamento de Guilherme e cabeçada de Arthur Caike, o goleiro Conde fez uma boa defesa, no rebote Fabricio Bruno chutou em cima do zagueiro. Na sequência veio o banho de água fria para a equipe Catarinense, que após um erro coletivo de marcação, o atacante Fernandez fez o pivô e o volante Romero em um chute que desviou na defesa abriu o placar na primeira chance da equipe uruguaia.

Após o gol o jogo ficou truncado e o número de faltas foi grande. Precisando de dois gols para conseguir a classificação, a Chape adiantou a marcação e se jogou para o ataque. O Nacional se aproveitou dos erros da equipe Catarinense, e assustou o gol de Jandrei em algumas oportunidades, mas, o primeiro tempo em Montevidéu terminou em 1 a 0.

Na segunda etapa, a pouca criatividade obrigou a Chape a forçar jogadas aéreas, que não foram bem-sucedidas. Com o passar do tempo eram visíveis a impaciência e o desespero da Chapecoense, que errou muitos passes e não conseguiu levar perigo ao gol do Nacional. E a partida terminou em 1 a 0 em Montevidéu.

O técnico da Chapecoense, Gilson Kleina lamenta a desclassificação, mas parabeniza todo o grupo pela entrega na partida:

- A desclassificação não era o que queríamos e almejávamos, mas quero parabenizar a atitude do nosso grupo. Atitude de uma equipe que foi aguerrida, que competiu e buscou o resultado aqui dentro.

Com a vitória e a soma dos placares por 2 a 0, a equipe do Nacional garantiu a classificação para a terceira fase da Libertadores da América, onde enfrentará o Banfield da Argentina. Já a Chapecoense se despede da competição continental e amarga a terceira derrota consecutiva. Agora o Verdão do Oeste volta suas atenções para o Campeonato Catarinense, onde enfrenta o Tubarão na próxima sexta-feira ás 20h30 na Arena Condá.


COLUNISTA ESPORTIVO HENDRIK ZANATTA

Fonte: PORTAL ACONTECEU