Chapecó | 14.10.2019 | 09h02 Esportes

Chapecoense empata no último minuto em duelo contra o Cruzeiro

Na última bola do jogo, a Chapecoense arrancou um empate heroico contra o Cruzeiro e conseguiu minimizar o prejuízo na tabela de classificação de um jogo que parecia perdido. O time do Oeste recebeu a Raposa na noite deste domingo (13) pela 25ª rodada, em um confronto direto de duas equipes que brigam contra o rebaixamento.

O Cruzeiro saiu na frente com gol do zagueiro Dedé logo aos 3 minutos do primeiro tempo. Após tentar pressionar o rival e quase tomar o segundo gol em chances claras do Cruzeiro, a Chape conseguiu o empate no apagar das luzes. Aos 49 da segunda etapa, na última bola do jogo, Camilo aproveitou rebote do goleiro Fábio após cobrança de falta e conseguiu o empate para o time da casa, levando ao delírio a Arena Condá.

O empate não foi suficiente para tirar a Chape da lanterna, mas ajudou a equipe na classificação. O time foi a 16 pontos e agora está a um do Avaí, que está em penúltimo, com 17. Também evitou que o rival Cruzeiro se distanciasse na classificação. A equipe celeste foi a 22 pontos, mas segue em 18º lugar. O Ceará, com 26 pontos, é o primeiro time fora do Z4 e está 10 pontos à frente da Chape.

Embora o resultado tenha ganhado contornos heróicos, com o empate deste domingo a Chape chegou a 10 jogos sem vencer. O técnico Marquinhos Santos ainda não conseguiu um triunfo no comando da equipe: foram quatro derrotas e agora dois empates até aqui. O Cruzeiro, que também tentava encerrar um jejum, chegou a oito jogos sem vencer na competição.

Uma vitória poderia tirar a Chape da lanterna. Mas o entusiasmo da Chape com a partida e com a força da torcida, que aproveitou uma promoção de ingressos e lotou a Arena Condá, diminuiu logo aos 3 minutos do jogo.

Após pressão inicial, Thiago Neves cobrou escanteio, Fred ajeitou de cabeça para Dedé, que na entrada da pequena área bateu firme de perna esquerda para abrir o placar.

Ao longo da partida, as duas equipes fizeram um jogo aberto, como se espera de dois times que precisavam da vitória para afastar a pressão da zona de rebaixamento.

Aos 10 minutos, a Chapecoense construiu o primeiro lance de perigo. O atacante Régis bateu firme de fora da área e deu trabalho para o goleiro Fábio, que espalmou para a linha de fundo. No finalzinho da primeira etapa, aos 45, o Cruzeiro quase ampliou. David aproveitou cruzamento da direita e arrematou, acertando a trave direita do goleiro João Ricardo.

Na segunda etapa, a Chapecoense levou perigo ao gol do Cruzeiro com chutes de fora da área, mas o goleiro Fábio sempre atento garantia o placar favorável à Raposa. Mas sem conseguir igualar o marcador, o Cruzeiro passou a aproveitar o contra-ataque para criar chances de ampliar.

Aos 31, Fred recebeu cara a cara com o goleiro da Chapecoense. O centroavante matou no peito e bateu forte, mas a bola bateu no rosto de João Ricardo. Aos 41, Pedro Rocha saiu novamente de frente para o gol, mas foi travado por Douglas. As chances desperdiçadas cobraram um preço logo a seguir.

Na pressão no final da partida a Chape conseguiu sua redenção. Após cobrança de falta, Camilo aproveitou rebote do goleiro Fábio e bateu firme da entrada da pequena área para o fundo do gol do Cruzeiro. O lance ficou quase cinco minutos sob revisão do árbitro de vídeo, mas foi confirmado pelo árbitro Caio Max Augusto Vieira.

O empate fez a alegria da torcida que lotou o estádio e manteve a Chape próxima das outras equipes que lutam contra o rebaixamento.

Na próxima rodada, a Chapecoense viaja para enfrentar o vice-líder Palmeiras, na quarta-feira, 21h, em São Paulo. Já o Cruzeiro recebe o São Paulo, no mesmo dia e horário, no Mineirão.

Fonte: NSC total