Chapecó | 07.10.2017 | 11h48 Polícia

CHAPECÓ - Polícia prende quadrilha que assaltou unidade da Cooperalfa

Assalto foi na comunidade de Alto da Serra

Polícia prende quadrilha que assaltou unidade da Cooperalfa em Alto da Serra, Chapecó/SC.
Dinheiro foi recuperado, carro e armas usadas no crime foram apreendidas. Seis foram detidos. Eles também são autores de um roubo a Pizzaria na noite anterior.

RESUMO DOS FATOS
Por volta das 14h30 de ontem, sexta-feira, 6, houve um roubo no supermercado da Alfa, na comunidade Alto da Serra, onde segundo os primeiros relatos, três indivíduos encapuzados realizaram o roubo e depois fugiram em um VW Gol de cor branca, direção a Chapecó.

A Polícia Militar logo que soube do fato iniciou buscas, e com mais um trabalho onde estiveram presentes atributos como dedicação, empenho, tirocínio policial e esforço conjunto dos policiais envolvidos. Ao final o resultou na prisão da quadrilha formada por seis integrantes, sendo cinco maiores com idades de 18, 18, 21, 26, 27 e um adolescente com idade de 16 anos, sendo recuperada uma grande quantia em dinheiro e apreendidas asmas de fogo, inclusive uma arma longa (5,5 de pressão adaptada para calibre .22), com a qual causaram grande pânico nas vítimas.

Todo o material e os presos foram entregues na Central de Plantão Policial (CPP) de Chapecó, para os procedimentos cabíveis, onde dois deles ainda ameaçaram os policiais e responderão também por isso.

COMO OCORRERAM AS BUSCAS E PRISÃO
As Guarnições PM iniciaram buscas e através de imagens de câmaras de vigilância do local foi possível verificar parcialmente a placa do veículo usado no roubo (GOL branco), placa: MAM-0792, que coincidia com veículo usado num roubo numa pizzaria da Efapi na noite anterior. Foi consultada a placa e conseguido identificar o endereço do proprietário do Gol, onde os policiais fizeram buscas e nada localizaram, continuando nas buscas.

Em dado momento o proprietário do Gol, certamente sabendo que estava sendo procurado, tentou registrar o furto do carro, indo até a base da PM na Efapi, onde os policiais não convencidos dos argumentos apresentados o questionaram e ele confessou que emprestou um amigo (um dos presos). OS policiais foram até a casa desse amigo, onde quando estavam lá chegou ao local uma Parati azul conduzida por um coautor e três autores, sendo que na Parati foi encontrado o dinheiro, duas barras de chocolate e roupas usadas no roubo.

O condutor da Parati confessou que foi buscar os autores na linha Feliz em Guatambu, em uma residência às margens da SC-283. As guarnições deslocaram até esta residência e encontraram o Gol branco (usado nos crimes) atrás de um aviário e as armas dentro de um forno, próximo do mesmo aviário, já as moedas estavam dentro da casa de um dos autores, também na linha Feliz. Foi necessário uso da força para deter dois dos indivíduos.

Em ambos os roubos eles foram extremamente violentos, ameaçando e até agredindo as vítimas. Foi lavrado o flagrante e devem passar por audiência de custódia, onde serão apreciadas as condições da prisão (se tudo ocorreu dentro da legalidade) e se há necessidade de ficarem presos.

Foram longas horas de buscas, tanto na rua aos autores, quanto de dados e informações em sistemas e banco de imagens para se chegar à autoria e localização dos autores. Policiais Militares do Pós-Crime e Radiopatrulha do 2ºBPM/Fron realizaram as prisões.

A investigação da Polícia Judiciária deve mostrar outros roubos de autoria do bando preso.

Fonte: ROBERTO LORENZON