Chapecó | 05.11.2018 | 09h00 Esportes

Chape permanece entre os quatro piores da Série A

Não foi fácil, mas o Bahia fez valer sua força na Fonte Nova, e depois de martelar a Chapecoense por quase todo o jogo, bateu o adversário por 1 a 0, na noite deste domingo (4), pela 32ª rodada do Brasileirão, gol do atacante Elber. Foi o primeiro triunfo do Tricolor em seis duelos contra o time catarinense, dando fim a um incômodo tabu na Série A.

Com o triunfo, o 3º nos últimos quatro jogos pelo Brasileirão, o Tricolor agora ocupa a 11ª posição e soma 40 pontos, a 6 da zona da Libertadores e a 6 da zona de rebaixamento. O próximo compromisso do Esquadrão é o Ba-Vi, no próximo domingo (11), no Barradão.

O primeiro tempo teve o Bahia propondo o jogo durante os 45 minutos, com a Chapecoense atuando apenas nos contra-ataques, mas com relativo perigo. O Tricolor marcava a saída de bola do adversário com pressão e logo a um minuto quase abriu o placar quando Jandrei afastou nos pés de Edigar Junio, na entrada da área. O atacante finalizou de perna esquerda e o goleiro se recuperou da bobagem com uma boa defesa.

Aos 6, Edigar teve outra chance clara de marcar, mas chutou para fora, próximo à pequena área, um rebote de Jandrei após chute de Gregore de longe. E não era mesmo dia do centroavante. Aos 26, após escanteio de Ramires, Zé Rafael chutou e a bola, que ia para o gol, desviou em Edigar Junio quase na linha da meta.

O Bahia era só pressão, mas no final da etapa tomou dois sustos seguidos. Aos 43, Leandro Pereira entrou cara a cara com Douglas, que saiu bem do gol e forçou o chute para fora do centroavante, que aos 44, em jogada individual pela esquerda, chutou forte da entrada da área e acertou a trave do goleiro do Tricolor.

Com uma postura ainda mais recuada da Chapecoense na etapa final, atuando praticamente no último terço do campo, o Bahia teve dificuldades de penetrar na área. O time tinha a posse de bola, rondava a área adversária, mas não conseguia chutar a gol.

O ‘gelo’ só foi quebrado aos 21, com um grande gol Tricolor. No lance, Zé Rafael recebeu a bola na meia-direita e avançou em direção à grande área se livrando da marcação. De perna esquerda, ele tocou rasteiro para a chegada de Elber, que botou a bola na frente e chutou no cantinho, na saída do goleiro.

Atrás no marcador, a Chapecoense se arriscou no ataque, mas não conseguiu chegar uma vez sequer com perigo à meta de Douglas, com a zaga do Esquadrão ganhando todas. O Bahia chegava em alguns contra-ataques, mas só conseguiu uma finalização perigosa, com Brumado aproveitando um cruzamento de Nino.

No fim, festa nas arquibancadas da Fonte e aplausos para a exibição da equipe, agora 10ª colocada no Brasileirão.

Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA