Chapecó | 10.10.2017 | 17h11 Polícia

Carreta de Concórdia é roubada e motorista e esposa são feitos reféns em SP

O caminhão, a carga e o casal já foram encontrados.

Uma carreta da empresa Transrima de Concórdia foi roubada na noite de segunda-feira, dia 09, em Osasco SP, na Anhanguera. Bandidos armados renderam o motorista e a esposa, em frente à empresa onde a carga de carne bovina seria descarregada. O assalto aconteceu por volta das 21h. Cerca de uma hora e meia depois, o veículo e a carga foram encontrados a 40 quilômetros do local. O motorista e a esposa foram liberados por volta da meia noite.

De acordo com as informações do proprietário, Ricardo Favassa, os bandidos renderam o casal e levaram eles em um carro. “Eles abordaram o motorista no momento em que ele ia entregar a nota na empresa de destino da carga. Pegaram ele e a esposa como reféns e saíram em um veículo. O caminhão foi levado por outros”, conta. “Assim que o caminhão saiu da rota nós fomos informados pela empresa que faz o monitoramento e logo depois a carreta e a carga foram encontradas, já em SP Capital, em um posto abandonado”, detalha ele. “O motorista e a esposa foram liberados mais tarde e fizeram contato conosco. Por sorte eles não foram feridos”, destaca Favassa.

A carreta transportava carne bovina e a carga é avaliada em cerca de R$ 600 mil. Favassa explica os possíveis fatores que contribuíram para a recuperação do caminhão e da carne. “Existem várias situações. Uma delas é um problema no pneu, pois durante a fuga eles estouraram um. Também pode ser que roubaram a carga ou o caminhão errado. Ou ainda, às vezes roubam e abandonam por algumas horas, para ver se há monitoramento. Mas o fato é que a empresa de rastreamento agiu rápido e tivemos sorte”, comemora ele. “O mais importante é que o casal não sofreu nada”, pontua o proprietário.

O casal e o caminhão foram encaminhados para a Delegacia local para registrar a situação. A carga deve ser descarregada ainda hoje no destino. “Infelizmente temos que conviver com esta insegurança. Os assaltos, furto de cargas e caminhões são frequentes em várias regiões. Vivemos com insegurança e com a sensação de impunidade”, lamenta Favassa.

Fonte: RÁDIO BELOS MONTES