Chapecó | 29.03.2018 | 17h35 Economia

Carnês e os cartões de crédito são as principais dívidas dos chapecoenses

Carnês, com 57,6%, cartões de crédito, com 35,6%, e o financiamento de casa, com 30%, representam os principais tipos de dívidas que as famílias possuem em Chapecó. Esses são números apresentados pela Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (Peic), levantada mensalmente pelo Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (SICOM) e pela Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio). De acordo com o levantamento, o índice de famílias chapecoenses endividadas em março chegou a 49,5%.

Possuem contas em atraso 19,9% das famílias e 12,4% dizem não ter condições de fazer o pagamento. A Divisão de Pesquisa e Estatística do Sicom indica, quanto ao tempo de pagamento das dívidas em atraso, que 57,5% levarão acima de 90 dias, 32,5% de 30 a 90 dias e 10% até 30 dias. Quanto às condições de pagamento das contas em atraso, entre as famílias endividadas, 62,5% especificam não ter possibilidade e 20% poderão pagar totalmente.

Em relação ao tempo de comprometimento com dívidas, 50,5% afirmam que é por mais de um ano. Em seguida, 25,4% responderam que é de três a seis meses, 15,3% de seis meses a um ano e 8,8% de até três meses. Sobre a parcela de renda comprometida, 64,6% dos entrevistados em Chapecó indicaram que vai de 11% a 50% dos rendimentos.

Pesquisa representativa
O levantamento da Peic em Chapecó é um dos tipos de pesquisa que o Sindicato do Comércio participa, através da Divisão de Pesquisa e Estatística, em conjunto com a Fecomércio. Para tanto, conforme seu presidente, Marcos Antonio Barbieri, o Sicom Pesquisas utiliza tecnologia de ponta para análise e coleta de dados, seja online, offline ou presencial, como forma de disponibilizar informações importantes sobre as tendências do mercado, aos empresários e aos consumidores.

A Peic, especifica Barbieri, faz parte do sistema de pesquisas representativas, na categoria Pesquisa de Indicadores Econômicos (PIE). Além da Peic, também em conjunto com a Fecomércio periodicamente são disponibilizadas pesquisas de intenção de consumo em datas comemorativas. Já mediante parceria com o curso de Ciências Econômicas da Unochapecó ocorre mensalmente a divulgação de dados do cesto e da cesta básica na cidade.

Fonte: EXTRA