Joinville | 08.06.2019 | 17h02 Polícia

Caminhão com placas falsas de Chapecó é apreendido com carga milionária de cigarros

Policiais rodoviários federais apreenderam por volta das 22h00 desta sexta-feira (07), na BR-101 em Joinville, duas cargas de cigarros contrabandeados do Paraguai que somaram 773.000 maços. As cargas são avaliadas em R$ 3,86 milhões pela Receita Federal. Dois homens foram presos e um caminhão roubado foi recuperado.

Atuaram na ação PRFs do NOE (Núcleo de Operações Especiais), em conjunto com policiais da equipe de Joinville. Os agentes realizavam ronda quando visualizaram dois veículos de carga transitando juntos e de forma muita lenta, sendo que um deles portava placas do Paraguai. Diante da suspeita, a equipe acompanhou os veículos até a Unidade Operacional da PRF, no km 26 da rodovia.

No momento da abordagem, os dois motoristas tentaram fugir correndo. Um foi capturado ainda próximo à cabine do caminhão e outro na mata nos fundos do posto PRF, se ferindo ao tentar pular uma cerca de arame farpado.

Os compartimentos de carga dos dois veículos, uma carreta Scania placas do Paraguai e um caminhão baú M.Benz, estavam abarrotados de cigarros contrabandeados. O caminhão portava placas de Chapecó, mas ao ser vistoriado pelos policiais, descobriu-se que estava circulando clonado. Na verdade, o veículo era registrado em Paranacity/PR e tinha registro de furto/roubo.

Os motoristas, um paranaense de 35 anos e um paulista de 25, disseram que estariam sendo pagos para levar a carga do Paraná até a cidade de São José/SC. Eles foram conduzidos à Polícia Federal de Joinville onde responderão por contrabando. Eles ainda deverão ter a CNH cassada por cinco anos, conforme lei federal sancionada em janeiro deste ano.

Os cigarros e a carreta seguiram para o depósito da Receita Federal. Segundo o órgão fiscal, a carga vale 3,86 milhões de reais, uma vez que para fins tributários, cada maço de cigarros importado é avaliado em 5 reais.

Fonte: PRF SC