Xanxerê | 09.02.2019 | 18h11 Polícia

Briga entre pai e filho, disparo de arma de fogo e perturbação movimenta PM de Xanxerê

Setor policial movimentado em Xanxerê na noite e madrugada de sexta e madrugada deste sábado, confira as principais ocorrências.
Bairro Nova Brasília

Ocorrência de tráfico de drogas, disparo de arma de fogo, porte ilegal de munição e posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Na sexta feira, dia 08, a PM recebeu diversas denúncias onde um homem identificado como S. F. M. M. A. estaria praticando tráfico de drogas e realizando disparos de arma de fogo em frente a sua residência, no bairro Nova Brasília. Após monitorar o local, foi possível confirmar a denúncia.

Ao visualizar a aproximação das guarnições, para realizar a abordagem o indivíduo correu para a parte de trás de sua casa e tentou se desfazer do revólver, da droga e das munições calibre 38.

Em buscas foi localizado um revólver calibre 22, aproximadamente 745 gramas de maconha, 15 munições calibre 22 no interior da residência e quatro munições calibre 38.

Diante dos fatos, os envolvidos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.


Bairro Colatto

Às 2h15 deste sábado (09), a Polícia Militar (PM) foi informada de que dois homens estariam brigando na Rua José de Miranda Ramos, bairro Colatto. No local, constatou-se que a briga era entre pai e filho, 51 e 22 anos, os quais estavam lesionados.

Dado voz de prisão pelo crime de lesão corporal e ambos foram encaminhados à Delegacia de Polícia.


Bairro Frederico Ferronatto

Por volta da 00h30 a PM foi acionada para atender uma ocorrência de perturbação na Rua Pará, bairro Frederico Ferronatto.

No local a guarnição fez contato com o proprietário da residência, um homem de 24 anos, o qual se negou a abaixar/desligar o som e juntamente com uma jovem de 18 anos, desacataram e ameaçaram a guarnição. Diante dos fatos, foi apreendido uma caixa de som, dado voz de prisão ao homem e à jovem pela contravenção penal de perturbação do trabalho e sossego alheio, e pelos crimes de desobediência, desacato, resistência e ameaça, sendo encaminhados à Delegacia de Polícia, para os procedimentos cabíveis.

Fonte: POLÍCIA MILITAR