Chapecó | 01.12.2016 | 20h01 Geral

Avião da LaMia fez reabastecimento na Bolívia em outro voo para Medellín

Histórico mostra que empresa boliviana realizou cinco viagens com mais de quatro horas de duração nos últimos meses.

A empresa LaMia, que operava o voo da Chapecoense, havia feito uma única vez a rota Santa Cruz de La Sierra-Medellín, mas com uma diferença crucial: havia parado para abastecer no caminho.

A viagem se deu no dia 22 de agosto. O Avro RJ-85 decolou em Santa Cruz, às 8h37, e desceu exatamente uma hora e meia depois na cidade de Cobija, no norte da Bolívia, perto da fronteira com o Brasil.

O avião ficou parado durante 56 minutos no aeroporto de Cobija e decolou às 11h03 rumo a Medellín. Voou durante 3h14min e então pousou em segurança em Medellín.

Em entrevista ao jornal boliviano "El Deber", o filho de um copiloto que morreu disse que o avião não parou em Cobija por causa de atraso.

O histórico de voos da Lamia está disponível no site Flight Radar, uma plataforma de acompanhamento do trajeto de aeronaves. Entre 23 de junho e 28 de novembro, foram 83 decolagens.

Houve outras três ocasiões em que o avião da LaMia pousou em Medellín. Em duas delas – nos dias 25 de setembro e 2 de novembro, o ponto de partida havia sido Assunção, no Paraguai. Em ambas, também houve parada para reabastecimento em Cobija.

Cinco voos acima com mais de 4 horas
Mas em uma oportunidade a LaMia fez algo semelhante ao voo da Chape, ou seja, voar direto da Bolívia para a Colômbia: no dia 28 de outubro, saiu de Cochababa, na Bolívia, e voou durante 4h27min até pousar em Medellín.

O AVRO RJ-85 fez três voos diretos entre Medellín e Santa Cruz de La Sierra - na direção oposta a do voo fatal da Chapecoense. Em 22 de agosto, a Lamia levou 4h28 para voar da Colômbia para a Bolívia. Em 29 de outubro, o mesmo trajeto foi percorrido em 4h32. Em 3 de novembro, em 4h33.

Houve ainda um outro voo de mais de quatro horas de duração. Na madrugada de 11 de novembro, a Lamia levou a seleção argentina de Belo Horizonte para Buenos Aires, com decolagem às 3h56 (no horário de verão de Brasília) e pouso às 7h na capital argentina.

Fonte: G1