Cordilheira Alta | 15.01.2019 | 12h24 Saúde

Após vídeo polêmico Cordilheira Alta afasta duas servidoras da área da saúde

Nesta segunda-feira (14), o governo municipal de Cordilheira Alta instaurou os processos administrativos disciplinares nº 01/2019 e nº 02/2019, destinados a apurar possíveis irregularidades no serviço público, atribuídas a servidoras lotadas na secretaria municipal de saúde do município.

Foram designados quatro servidores públicos de diferentes setores da municipalidade para constituírem a comissão do processo administrativo disciplinar, os quais terão um prazo de 60 (sessenta) dias para a conclusão dos trabalhos de apuração dos fatos.

O caso ganhou grande repercussão na sexta feira, dia 11, quando o pai Adilson Soares, foi até a unidade de saúde com seu filho oito meses, e não foi atendido. Ele então gravou um vídeo e postou em suas nas redes sociais manifestando sua indignação diante da recusa de atendimento médico ao filho na unidade de saúde do município Cordilheira Alta.

Na legenda do vídeo ele desabafou
"Assistam este vídeo e tirem suas conclusões. A médica do posto de saúde se recusou a nos atender. Meu filho de 8 meses picado por uma aranha ficou sem atendimento. Uma vergonha para a Saúde do município, para os governantes e para este profissional de saúde que se recusou a atender meu filho. Fomos para casa sem sermos atendidos. Lamentável."

As duas servidoras envolvidas no caso que foi amplamente difundido nas redes sociais e imprensa regional, não estão exercendo temporariamente suas funções na secretaria municipal de saúde.

Foto: Reprodução

Fonte: Portal Aconteceu, com informações Corpo de Bombeiros