Chapecó | 02.03.2017 | 14h17 Geral

Após 3 dias de trabalho, bombeiros retiram corpo de homem soterrado

Ele estava em um poço com 12 metros de profundidade, em Itajaí.
Bombeiros, Defesa Civil, Secretaria de Obras e empresa fizeram resgate.

O corpo do operário que morreu soterrado enquanto fazia a manutenção em um poço em Itajaí foi retirado pelos bombeiros por volta das 12h desta quinta-feira (2), após três dias de trabalho da equipe de resgate.

Conforme os militares, o poço tem 12 metros de profundidade e fica no pátio de uma residência no bairro Cabeçudas. O homem, de cerca de 40 anos, morreu depois que as manilhas de concreto cederam e o deixaram preso aos escombros na terça-feira (28).

O trabalhador que dava manutenção ao poço era um amigo da família, disse a corporação. Técnicos da Defesa Civil, da Secretaria de Obras e de uma empresa particular, conforme os bombeiros, também atuaram no atendimento à ocorrência.

Segundo os bombeiros, a maior dificuldade no resgate ao corpo foi entrar no local e garantir a segurança da equipe no resgate ao homem.

Conforme os bombeiros, no primeiro dia, a lama e os entulhos foram retirados de forma manual. Do segundo dia em diante, os militares usaram a técnica de jateamento, em que a terra é liquefeita, sugada com um jato e depois são retirados os escombros, para a remoção do corpo.

Ainda de acordo com os militares, o acidente não ofereceu risco às residências próximas ao poço.

Espaço restrito
Para evitar o desmoronamento durante as escavações, foi usado um tubo de 80 centímetros de diâmetro. Neste espaço confinado, os trabalhadores tiveram mais segurança para retirar o entulho.

As restrições quanto a espaço e equipamentos causaram a demora do trabalho. No entanto, de acordo com os bombeiros, as medidas de segurança minimizaram o risco de acidentes aos trabalhadores e às edificações próximas.

Fonte: G1