Chapecó | 02.01.2019 | 18h33 Economia

Agricultores fornecem R$ 280,00 por mês em alimentos para filhos na cidade

Uma pesquisa realizada em 2018 pelo Centro de Pesquisa da Agricultura Familiar da Epagri em Chapecó descobriu que 51% das famílias de agricultores fornecem alimentos para filhos que moram na cidade. Isso representa R$ 280,00 por mês. Num universo de 128,9 mil famílias cadastradas pela Epagri, isso representa cerca de R$ 18 milhões por mês que os agricultores fornecem em alimentos para familiares que residem na área urbana.

A pesquisa “Transferência de Alimentos de Agricultores Familiares para Filhos que Moram na Cidade” faz parte de uma pesquisa mais ampla, sobre a produção de alimentos para autoconsumo no Oeste de Santa Catarina.

Foram aplicados 381 questionários em 112 municípios. De acordo com o coordenador da pesquisa e doutor da Epagri, Clóvis Dorigon, todas as propriedades produzem alimentos para o próprio consumo, embora a diversidade não é muito grande. Isso representa uma economia de R$ 1,2 mil por mês. O que vai para os filhos é cerca de 20% desse total e representa 30% de um salário mínimo. Entre os produtos fornecidos estão queijo, salame, frutas, verduras e plantas medicinais.

- Além de representar uma economia essa transferência de alimentos é muito importante na questão se segurança alimentar, pois permite o acesso a produtos diversos, de qualidade, sem agrotóxicos e que tem uma relação afetiva e cultural – disse Dorigon.

​Foto: Reprodução

Fonte: NSC total