Chapecó | 07.06.2018 | 08h08 Economia

Aeroporto de Chapecó começa a operar com aeronaves com mais capacidade

O aeroporto municipal Serafim Enos Bertaso começou a operar nesta semana com aeronaves maiores, graças à elevação de categoria, de cinco para seis, que foi homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), ainda em abril.

No final da tarde de terça-feira uma aeronave 737-800, da Gol, vinda de São Paulo, que tem capacidade para 177 passageiros, pousou em Chapecó. Anteriormente a maior aeronave a operar era uma A-320, da Avianca, com 164 lugares.

- Somente a Gol aumenta em 40 o número de passageiros por voo, em relação à aeronave anterior. Isso já é um reflexo da elevação de categoria, a partir de agora as empresas poderão também solicitar novos voos por antes estávamos limitados a 900 operações mensais. Conseguimos essa elevação graças a investimentos em infraestrutura e segurança – destacou o superintendente do aeródromo, Eglon Buraseska.

Movimento cresce 7,3% em 2018

O movimento no aeroporto de Chapecó cresceu 7,3% em 2018, em relação ao ano passado. Foram 206.250 embarques e desembarques nos cinco primeiros meses, contra 192.057 do mesmo período do ano passado. Em 2016 foram 177 mil e, em 2015, 175 mil.

Cancelamentos

Quatro voos foram cancelados nesta semana em virtude do mau tempo. Um voo da Gol vindo de Campinas, na manhã de terça-feira, não pousou nem decolou. Na quarta-feira não chegou o voo da Avianca que vinha de Guarulhos com escala em Florianópolis, com pouso previsto para 0h45. Com isso também foi cancelado o voo que sairia às 6h30 de quarta-feira.

Foto: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Chapecó

Fonte: NSC total