Concórdia | 01.05.2019 | 11h32 Justiça

Acusada de assassinar irmã a tiros em Concórdia é condenada a mais de 21 anos de prisão

Cristiane de Oliveira acusada pela morte da irmã Andréia de Oliveira foi condenada a 21 anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado. O juri que iniciou por volta das 9h desta terça-feira (30), no Fórum da Comarca de Concórdia, encerrou na madrugada desta quarta-feira (1).

Já o companheiro da acusada de iniciais M.M. foi condenado a três anos e seis meses de prestação de serviços. Segundo consta, no decorrer do processo o homem teria tentado coagir testemunha.

Andréia de Oliveira desapareceu no dia 18 de abril de 2018, após sair da Ser Sadia e se dirigir para sua casa na Rua Marcelino Ramos. Andreia foi localizada por volta das 21h, foi pega e colocada dentro do carro da irmã. Um menor de idade também está no CASEP cumprindo medida sócio-educativa por envolvimento no homicídio.

Na acusação atuou a promotora Mariana Mocelin e a assistente Camila Raquel Hilgert. Na defesa o advogado Osmar Colpani, sendo que o júri foi presidido pelo juiz Édipo Costabeber.

Os envolvidos foram identificados pela Polícia Civil através da Divisão de Investigação Criminal (DIC). A autora do crime foi denunciada por homicídio com três qualificadoras. O Ministério Público ainda descreve na denúncia que o crime foi praticado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e cometido no âmbito familiar.

Foto: Atual FM

Fonte: ATUAL FM